Vereadores de Juquitiba denunciam projeto ilegal de criação de cargos

0
177

Os parlamentares de oposição ao governo do prefeito Francisco Júnior Pedro Angelo e Léo da JK votaram contra e denunciaram ilegalidade no projeto

Vereador Pedro Angelo (PT) de Juquitiba fala sobre ilegalidades do projeto de criação de cargos durante sessão da Câmara Municipal.
Vereador Pedro Angelo (PT) de Juquitiba fala sobre ilegalidades do projeto de criação de cargos durante sessão da Câmara Municipal.
A sessão realizada na Câmara Municipal de Juquitiba na terça-feira, 14, foi polêmica e extensa. O maior embate foi à votação do projeto de autoria do prefeito Francisco Júnior (PPS) com a criação de dezenas de cargos de livre nomeação que vão custar aos cofres públicos cerca de R$ 400 mil por ano.
Os vereadores Pedro Angelo (PT) e Léo da JK (DEM) votaram contra o projeto, mas foram derrotados pelos outros vereadores que foram favoráveis e garantiram a aprovação.

Indignado e muito revoltado, o vereador petista discursou na tribuna diversos argumentos provando a ilegalidade do projeto, inclusive na forma que tramitou na Casa de Leis de Juquitiba. “O desrespeito chega ao extremo. O Projeto a ser apreciado nem sequer tem a justificativa assinada pelo prefeito. Ou seja, não existe base legal que justifique isso. Então nós estamos nos submetendo a todas as atrocidades ilegais de um projeto que o seu mentor sequer assinou a justificativa.”, criticou.

Pedro Angelo relatou que os novos cargos, intitulado por ele de “cabides”, serão sustentados pelos brinquedos enferrujados dos playgrounds que impedem as crianças de brincar, a falta de insulina para diabéticos, entre outras. “É contra isso que eu voto. Essa ação é uma violência ao nosso município”, finalizou.
Procurado pela reportagem o prefeito não foi encontrado.

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*