Vereador Sangue Bom volta a questionar valor de Kit Escolar em Itapecerica da Serra

0
40

Além da denúncia, o parlamentar também retomou a polêmica sobre o cheque nominal a esposa do prefeito Chuvisco quando era presidente da Casa de Leis

Vereador Sangue Bom exibe o cheque que Chuvisco (PDMB), na época que era vereador e presidente da Casa de Leis emitiu para sua esposa no valor de mais de R$ 4 mil
Vereador Sangue Bom exibe o cheque que Chuvisco (PDMB), na época que era vereador e presidente da Casa de Leis emitiu para sua esposa no valor de mais de R$ 4 mil

Na sessão de terça-feira, 16, o vereador Sangue Bom (PDT) usou a tribuna para mais uma vez falar sobre o valor do kit escolar distribuído em Itapecerica e também falar sobre a denúncia do cheque assinado pelo prefeito Amarildo Gonçalves, o Chuvisco (PDMB), na época que era vereador e presidente da Casa de Leis no valor de mais de R$ 4 mil nominal a sua esposa, Maristela Gonçalves.

Apesar de ter recebido resposta do secretario municipal de Educação, João Valério, Sangue Bom disse que ainda não ficou convencido com o valor que foi gasto com os kits escolares. “O kit escolar na minha opinião foi superfaturado, comparando o material distribuído pelo Estado e o da prefeitura, gastou R$ 27 nessa caixinha simples, descartável”, criticou.

Em defesa ao governo, o vereador Hércules da Farmácia tentou explicar que o prefeito não pode ir a um bazar próximo a Câmara comprar o material, uma vez que a Lei não permite. “Tem que ter licitação. Se existe alguma variação de preço é lícita, até agora nada foi provado. Fiquei convencido com as explicações do secretário, mas cada vereador investiga da maneira que quer”, frisa.

Sangue Bom também cobrou que o prefeito Chuvisco (PMDB), vá à Casa de Leis, a fim de explicar sobre o cheque de mais de 4 mil reais para sua esposa Maristela Gonçalves. “Não custa nada ele vir aqui com sua esposa. Dizem que está em segredo de justiça. Mas até agora este vereador, não recebeu nenhum papel do Ministério Público”, disse.
O presidente da Casa, vereador Alex Pires disse que o vereador Sangue Bom foi infeliz em falar sobre a possível falta de transparência em relação ao cheque “se não tivesse transparência, você não teria conhecimento do cheque”. Pires disse estar ansioso tanto quanto Sangue Bom para que o prefeito se manifeste e avisou: “a casa não está poupando ninguém”. Porém afirmou que não é necessário chamar o prefeito na Câmara “uma vez que há investigação em curso no Ministério Público”.

*Com informações do site Click Regional

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*