Unidade Anhanguera de Taboão da Serra tem mais de 60% de alunos no FIES

0
126

Inscrições para novos contratos foram reabertas no sistema do FIES na segunda-feira 23 e podem ser realizadas até 30 de abril. Anhanguera Taboão tem o financiamento disponível em todos os cursos da unidade

A unidade taboanense também mantém um atendimento especializado para auxiliar a contratação, ajudando o aluno passo a passo.
A unidade taboanense também mantém um atendimento especializado para auxiliar a contratação, ajudando o aluno passo a passo.
Quando se fala em financiamento, principalmente para a classe de baixa renda a primeira impressão é medo e insegurança. Porém o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) do Ministério da Educação destinado a financiar a graduação superior de estudantes faz a palavra financiamento ser uma grande oportunidade de realizar o sonho e garantir um futuro profissional. A unidade educacional Anhanguera de Taboão da Serra conta hoje com mais de 60¨% dos alunos que utilizam o sistema e o FIES está disponível para todos os cursos da unidade.
A unidade taboanense também mantém um atendimento especializado para auxiliar a contratação, ajudando o aluno passo a passo. Esse ano, o sistema ficou suspenso por um período para adequação de normas e o Ministério da Educação reabriu nesta segunda-feira 23, o SSistema Informatizado do FIES (SisFies) para novos contratos para o primeiro semestre de 2015. As inscrições podem ser feitas até 30 de abril no site www.sisfiesportal.mec.gov.br.

Benefícios para o aluno

Juros baixos, diminuição do índice de abono do curso também são benefícios do sistema, de acordo com a consultora Tabata Elisa Martins que trabalha na unidade taboanense. “Nossa unidade oferece todo o suporte e comodidade para o aluno fazer a contratação. Fazemos o trajeto de contratação junto com o aluno, passo a passo”, informa.
A contratação do FIES só pode ser feita após o aluno estar matriculado. “Como entendemos que o aluno pode ter alguma dificuldade, fazemos a inscrição junto com o aluno. Depois emitimos uma guia de encaminhamento para o banco, depois o banco emite o contrato. O aluno só faz começa a pagar o financiamento um ano e meio após o término da faculdade e pode parcelar em até três vezes o período do curso, mais um ano e meio de carência, assim os valores ficam bem baixo”, informou Tabata.
De acordo com o Diretor Executivo Adjunto da Anhanguera Taboão, Dalton Antonio Giovannini o programa FIES se encaixa 100% com o público e perfil da cidade de Taboão da Serra. “O FIES atende o perfil de público da nossa região, alunos de baixa renda, alunos que saem de escolas públicas, entre outras características são especificas do nosso público e o FIES se encaixa 100% com esse perfil que temos na região, é um encaixe perfeito. Essa é uma política pública para colocar o aluno para estudar, porque ele tem todas as oportunidades e só não estuda se não quiser. Agora com as novas regras do MEC, como nota, poderá excluir alguns alunos”, explicou.
Dalton também afirma que a unidade tem avaliação positivas em todos os cursos 13 cursos presenciais. “O FIES é oferecido por instituições que são bem avaliadas pelo MEC. A unidade de Taboão oferece e até supera as exigências e por isso, oferece FIES em todos os cursos”, afirmou.

Sonho realizado

Marcelo Aparecido Alves conclui o curso em 2014 e garante que o sistema FIES ajudou a realizar o sonho da graduação em Direito na Anhanguera Taboão
Marcelo Aparecido Alves conclui o curso em 2014 e garante que o sistema FIES ajudou a realizar o sonho da graduação em Direito na Anhanguera Taboão
O administrador de empresas Marcelo Aparecido Alves, 45 anos, conseguiu realizar o sonho da graduação de Direito no ano passado usando o FIES. Ele só vai começar a pagar o financiamento em 2016 e diz que o sistema é uma grande oportunidade para estudar sem preocupação.
“Eu tinha uma empresa em 2011 que deixou de operar e eu não queria parar de estudar. Percebi que essa nova situação financeira ia comprometer meu orçamento,então fui um dos primeiros alunos a fazer o FIES na unidade de Taboão da Serra. Só vou iniciar os pagamentos em 2016. Quando você começa a estudar a primeira preocupação do aluno é descapitalizar mensalmente, ou se prepara para pagar a mensalidade ou em materiais e livro. Com esse fôlego eu consegui investir em livros, a diferença que sobra você consegue guardar para investir em outras coisas ou até guardar para antecipar o pagamento”, justificou.

Sistema incentivador
Para Marcelo, o sistema é incentivador e o estudante tira a preocupação de pagamento da cabeça e pode focar nos estudos. “Eu faço um alerta para os jovens e para quem quer estudar, para não perder tempo e ir atrás do FIES. Pois o aluno fica apenas com a preocupação de estudar e saber que a faculdade estará garantida pelo período todo, ele só tem que se aplicar. Hoje eu vejo que no Brasil, o FIES é um dos melhores sistemas, é um programa incentivador, ele te deixa seguro, a única preocupação é estudar”, conclui.

Novas regras
A portaria com as regras para a inscrição no FIES foi publicada na edição desta segunda-feira do “Diário Oficial”. De acordo com a portaria, o governo vai usar indicadores de desempenho e de qualidade da instituição de ensino superior para liberar o financiamento.
Segundo o MEC, após a validação das informações durante a inscrição, o estudante deverá comparecer a um agente financeiro do Fies em até dez dias, contados a partir do terceiro dia útil à data da validação da inscrição.
O Fies paga de 50% a 100% da mensalidade de faculdades particulares, dependendo da renda da família. Os pedidos ao programa de financiamento podem ser feitos em qualquer época do ano. No ano passado, o governo gastou R$ 9 bilhões com o Fies. Segundo dados do Ministério da Educação, o número de novos contratos cresceu quase dez vezes em cinco anos: em 2010, foram fechados 76,2 mil contratos. Em 2014, esse número subiu para 731,3 mil.

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*