#Todosjuntosporelas

0
103

Por: Renata Gomes 

A Caminhada pela Paz e pelo fim da violência contra a mulher realizado na manhã de sábado, 25/11, contou com a participação de milhares de pessoas que vestiram branco, carregaram e soltaram no céu bexigas de gás brancas para ecoar o grito de Basta de Violência em Taboão da Serra e no mundo. – Foto: Khiria Rodrigues

Mulheres, mães, filhas, esposas, vítimas. Homens, pais, irmãos, maridos e amigos. Todos juntos por elas.  Com essa e outras hastags que foram compartilhadas por milhares de pessoas nas redes sociais e se transformaram em placas reais, milhares de pessoas aderiram a Caminhada pela Paz e pelo fim da violência contra a mulher realizada no sábado, 25/11, em Taboão da Serra.

O ato que teve como protagonistas as vereadoras Joice Silva (PTB) e Priscila Sampaio (PRB) apoiadas pelos vereadores Cido da Yafarma (DEM), Marcos Paulo (PPS), Ronaldo Onishi (SD), Johnatan Noventa (PTB) e Professor Moreira (PSD) e o vereador Dr. André da Sorriso (PSDB) que não pode estar presente pessoalmente na caminhada por problemas de saúde.

A jornalista Sandra Pereira do site Jornal na Net também trabalhou com intensidade para a realização de um dos maiores atos de mobilização contra a violência da mulher já realizado no município.

Participaram ainda, vereadores e secretários municipais das cidades vizinhas de Embu das Artes e Itapecerica, lideranças religiosas, ONGS, OAB de Taboão da Serra e sociedade civil. Com saída do estacionamento da Câmara Municipal de Taboão da Serra, passando pela avenida Francisco Montoro do Shopping Taboão e Rodovia Regis Bittencourt que ficou parada por alguns minutos, com o apoio da Polícia Federal, GCM de Taboão da Serra e agentes de trânsito, os manifestantes vestidos de brancos e com bexigas de ar brancas que foram soltas e enfeitaram o céu taboanense, percorreram o percurso de 3,1 km até a praça central Nicola Vivilechio.

Vítimas de violência que por pouco não perderam a vida, como Edeni Aparecida Rocha da Silva, 37, que há dois meses quase foi morta

Dra. Maria Amélia Alencar- Foto: Khiria Rodrigues

com golpe de facão pelo ex-marido, também participaram da caminhada. Convidada pela jornalista Sandra Pereira, que fez questão de buscar a jovem mulher em casa com suas filhas, Edenir não conteve a emoção de ver tanta gente pedindo paz e oferecendo apoio e afirmou que saiu fortalecida para as batalhas que ainda estão por vir.

Dra. Maria Amélia Alencar, ícone regional de luta em defesa das mulheres, representando a Comissão das Mulher Advogada de Taboão da

Serra avaliou a caminhada pela paz como sensacional. “Taboão da Serra e a região não serão mais as mesmas após essa caminhada. Nossa cidade precisava desse ato há muito tempo, acho que a partir dessa caminhada, nos homens e mulheres temos que exigir as políticas públicas de enfrentamento para toda a região”, destacou.

Rebeca, estudante – Foto Khiria Rodrigues

A estudante de jornalismo, Rebeca Mota Lourenço, de 24 anos, moradora do Jd. São Judas, , disse acreditar que a voz das mulheres precisa ser ouvida e não pode ser interrompida de maneira nenhuma. “Estou muito feliz de ter participado dessa caminhada, ouvi histórias que me fortaleceram e fortaleceram minha voz”, comemorou.

A vereadora Priscila Sampaio destacou que a cidade conseguiu atingir o objetivo. “Que as nossas mensagens possam chegar nas mulheres que não sabem dos seus direitos e sofrem violência doméstica. Já trabalho com essa bandeira em defesa das mulheres há 16 anos pela Igreja Universal do Reino de Deus e vou dar continuidade nesse trabalho como vereadora e me sinto honrada em dar voz a estas mulheres.

O vereador professor Moreira agradeceu o prestígio da imprensa. “Hoje milhares de pessoas vieram pedir basta de violência, respeito e dignidade para as mulheres, Parabenizo todos vereadores corajosos, guerreiros e valentes e mantiveram a caminhada de pé com esse grande sucesso”, relatou.

O ato que teve como protagonistas as vereadoras Joice Silva (PTB) e Priscila Sampaio (PRB) – Foto: Khiria Rodrigues

A presidente Joice Silva ressaltou que essa é uma luta que defende desde o primeiro mandato. “Tenho projetos efetivos de enfrentamento da violência contra as mulheres que já ganharam outras cidades. Essa mobilização em prol da defesa das nossas mulheres é algo que eu acredito, que defendo e que vai além da política, vou lutar sempre. Hoje demos um ponta pé inicial. Vamos elaborar um grande fórum em nossa cidade para trazer todas as mulheres e toda a sociedade, igrejas para que a gente possa discutir em conjunto novas políticas públicas em prol das mulheres”, garantiu.

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*