Suástica rouba a cena no desfile de 7 de setembro em Taboão

0
17

Símbolo nazista causa polêmica no desfile da Independência; tema foi debatido na sessão da Câmara

Por Felipe Oliveira e Renata Gomes

Cartazes com símbolos da suástica nazista trazidos pela EMEB Darcy Ribeiro, do Jd. São Judas Tadeu, com símbolos da suástica nazista. O tema, que, inclusive gerou polêmica nas redes sociais, foi debatido na sessão de Taboão
Cartazes com símbolos da suástica nazista trazidos pela EMEB Darcy Ribeiro, do Jd. São Judas Tadeu, com símbolos da suástica nazista. O tema, que, inclusive gerou polêmica nas redes sociais, foi debatido na sessão de Taboão. FOTO: REPRODUÇÃO INTERNET

As Olimpíadas só acontecem no ano que vem, na cidade do Rio de Janeiro, quando completam 120 anos. Entretanto, em Taboão da Serra, os jogos já começaram. Afinal, o tema olímpico marcou o tradicional desfile cívico em celebração ao Dia da Independência, nesta segunda-feira, 07. O evento, na Avenida Fernando Fernandes, no Pirajuçara, trouxe como tema principal a história dos Jogos Olímpicos nos tempos modernos. Cerca de 3 mil alunos das escolas municipais da cidade participaram do ato.

Cada departamento de ensino trouxe um viés diferente da história dos jogos. O fundamental deu um enfoque nos jogos desde sua primeira edição, realizada em 1896. Já o infantil, representou a Grécia, país considerado o berço das Olimpíadas, contando a história do livro O Minotauro, de Monteiro Lobato, além de abordar, também, Os Doze Trabalhos de Hércules, representando elementos que caracterizam um atleta olímpico: superação, força, resistência e a velocidade entre outras habilidades.

Autoridades políticas marcaram presença, dentre elas, o prefeito Fernando Fernandes (PSDB) que comemorou a decisão de poder retomar algo que era tradição na cidade. “Após três anos de interrupção foi em respeito à população que gosta”, disse.

Por outro lado, o secretário de educação, João Medeiros, afirmou que o modo como o desfile era produzido precisava ser mudado. Para ele, os patriotas, necessariamente, não precisam ser militares. Crianças também podem ser. “Fazemos um desfile com produção de conhecimento, com conteúdo cultural. Quando começarem os Jogos no Rio, os alunos vão saber a origem das Olimpíadas, o símbolo, o Hino Nacional. E, inclusive, a nossa Monalisa era uma cadeirante. É sair do discurso pedagógico para uma aula pública”, ratificou.

No entanto, ao retratar os jogos de 1936, sediados pela Alemanha de Adolf Hitler, chamaram a atenção cartazes trazidos pela EMEB Darcy Ribeiro, do Jd. São Judas Tadeu, com símbolos da suástica nazista. O tema, que, inclusive gerou polêmica nas redes sociais, foi debatido na sessão da Câmara dos Vereadores de Taboão, na manhã de terça-feira, 08.

Luiz Lune, líder do PC do B na casa e membro da oposição, subiu à tribuna para justificar um comentário que fez em sua página do Facebook, sobre o fato. “Precisava usar aquele símbolo da suástica? Um evento sobre a liberdade, como 7 de setembro, colocar uma suástica? Na hora que eu vi eu fiquei indignado. Eu nem fiz comentário que era suástica. Eu coloquei: ‘pode isso, Arnaldo?’, parafraseando o jornalista. Eu queria provocar o debate e consegui. As pessoas raciocinaram”, afirmou o vereador, em discurso enérgico, dizendo que o desfile serviu para político aparecer. “As crianças nem sabiam por qual razão estavam desfilando. Não me venham falar que isso é mote para democracia, festa da liberdade. O povo nem sabe direito o que é democracia”, completou.

Em contrapartida ao discurso do vereador da oposição, Marco Porta (PRB) fez elogios ao desfile, afirmando que o número de pessoas presentes foi considerado pequeno por conta do dia que caiu o feriado prolongado. “Ano passado, o desfile foi no domingo. Não tivemos feriado prolongado. As pessoas ficaram em casa e participaram do evento. Em 2013 foi sábado. Em 2012, caiu numa sexta e havia pouquíssimas pessoas. Em 2011 não teve”, afirmou.
Além das unidades de ensino, a Guarda Civil Municipal (GCM), a Banda Racional Universo em Desencanto, Kung Fú Garra de Águia, os Desbravadores, Legionários de Aço, além das secretarias de Cultura, Esporte e Assistência Social, fizeram parte da programação do desfile de 7 de setembro.

Protesto
Militantes da oposição ao governo Fernando Fernandes distantes do palanque oficial entregavam no início da avenida Fernando Fernandes o jornal do movimento popular “Reaja Taboão” e segundo eles, foram entregues três mil exemplares.

Dentre os participantes, estiveram presentes Claunir Rodigues no PCdoB, o ex-vereador Paulo Félix, o vereador Luiz Lune (PCdoB), o assessor do ex-prefeito Evilásio Farias Alexandre Ribeiro (Lelê) e o militante sindical Eduardo Rijo, jornalista responsável pelo jornal, entre outros. Uma faixa no alto do muro da avenida Fernando Fernandes com a frase “ Saúde de Taboão pede Socorro” chamou a atenção dos presentes que tiraram várias fotos e faziam comentários.

“Conscientizamos sobre os problemas da saúde, o descaso e a omissão do poder público, as mortes que até hoje não foram investigadas, a falta de material e remédios, o fato de manter um pronto-socorro fechado por mais de dois anos”, disse Claunir, sobre o antigo PS no centro, que será um centro de especialidades. “Foi uma forma de protesto, queremos que o poder público acorde para o que está acontecendo, que faça algo, além de politicagem”, afirmou ao site Verbo Online.

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*