Shopping Taboão não entregou projeto da alça de acesso para Embu

0
24

A afirmação é da Arteris e da ANTT. Vereadores ameaçam criar CPI

Projeto da Alça sulMais prazos descumpridos e nenhuma penalidade ao Shopping Taboão. Esse é o resumo do assunto que tira o sossego dos motoristas que utilizam a Rodovia Regis Bittencourt e sofrem com grandes congestionamentos entre os quilômetros 271 e 268 pela falta da alça de acesso no sentido Embu das Artes.

O caso virou uma verdadeira novela na cidade taboanense e o desfecho parace estar cada vez mais longe do fim ou de uma solução. A empresa continua realizando diversas obras de expansão no local, mas a contrapartida da construção da alça de acesso, que foi firmada no ano de inauguração do estabelecimento, em 2002, ainda nem teve o projeto recebido pela concessionária Arteris que administra a Autopista Regis Bittencourt e nem pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para aprovação, de acordo com divulgações na imprensa local.

Em nota, a Autopista Régis Bittencourt negou o recebimento do projeto. “A Autopista Régis Bittencourt informa que o Shopping Taboão se comprometeu a entregar os projetos para análise e manifestação da Concessionária até o final de março”, disse em nota.

A ANTT também disse, em nota, não negou ter recebido o projeto. “Informamos que a Autopista Régis Bittencourt ainda não recebeu projeto referente à alça de acesso do Shopping Taboão para analisar e encaminhar à ANTT.”
Durante a última sessão da Câmara Municipal de Taboão da Serra, na terça-feira, 3, o vereador Marcos Paulo voltou a falar do assunto e falou sobre abrir uma Comissão Especial de Inquérito (CEI) contra o Shopping e foi apoiado pelos demais vereadores e presidente. “A alça é uma questão da Casa. Nós não esquecemos e vamos cobrar.
Esse vereador está de olho e vai cobrar. Não adianta vir com semáforo ou outra contrapartida. Se o shopping está pensando em fingir que vai construir a alça está enganado. Nós vamos cobrar. Se vier obra com semáforo vou cobrar que o Shopping entregue aos cofres municipais o valor correspondente a obra”, disparou Marcos Paulo.

O vereador presidiu uma Comissão de Acompanhamento que cobrou explicações e representantes do Shopping Taboão compareceram na Câmara Municipal e se comprometeram a construir a alça até o mês de setembro.

Representação sobre possível improbidade administrativa do Prefeito Fernando Fernandes

Em novembro de 2014, foi protocolada no Ministério Público para apuração de possível improbidade administrativa por utilizar recursos públicos em áreas privadas, questionando a não existência de registro de doação da Avenida Franco Montouro à municipalidade.

O jornal Hoje em notícias entrou em contato com a Assessoria de Imprensa do Shopping Taboão, mas até o final da matéria não recebeu retorno.

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*