Público vai ao delírio com show de Sidney Magal em Taboão

0
143

Mesmo com 62 anos, Sidney Magal fez um show inesquecível em Taboão da Serra. Cerca de 500 pessoas foram ao Cemur prestigiar o artista, que prometeu voltar um dia

Sidney Magal no palco do Cemur, fez plateia delirar
Sidney Magal no palco do Cemur, fez plateia delirar

Esbanjando carisma e alegria, Sidney Magal subiu ao palco do Cemur, na noite do último sábado, 24, às 23h16. Embora o local estivesse decorado com diversas mesas, o público não sentou um minuto.

Cantando seus sucessos, como “Sandra Rosa Madalena” e “Meu Sangue Ferve Por Você”, hits que marcaram os anos 70 e 80, o artista ainda interpretou outras canções de grandes nomes da música nacional, como do Rei Roberto Carlos.
Moradora do Parque Pinheiros, Neide de Santos Souza, 48 anos, se declarou fã de Magal, principalmente pela sua energia positiva. “Ele é da minha época. As músicas eram diferentes”, pondera. Sobre Sidney, Neide afirmou que ele tem um carisma especial. “Eu gosto demais dele.”, finaliza.

Sidney Magalhães, ou Sidney Magal é carioca e, atualmente, está com 62 anos. Iniciou sua carreira na década de 70. Seu diferencial se dava por conta de utilizar elementos que lembravam a cultura cigana. Inclusive, era possível notar algumas mulheres vestidas de ciganas no meio do público.

Prestes a completar 50 anos de carreira, Magal comentou que nunca se achou um cantor de música brasileira, mas sim latina, por conta do gênero que sempre foi seu carro-chefe — como a salsa, merengue e lambada. “Esse tipo de música mexe comigo de uma maneira especial. Sempre gostei muito”, afirmou o cantor à imprensa.

Sobre seu maior sucesso, explicou que ganhou a música de seu empresário, após ele decidir juntar o nome de três mulheres conhecidas no Brasil e formar um só. “Ele criou uma cigana que acabou sendo o grande trunfo da minha carreira. Esses 50 anos eu devo a Sandra. Como ser humano eu devo tudo. Como artista, a minha carreira inteira. Ela é tudo”, encerrou, aos risos.

Fã da canção mais famosa do cantor, Larice, que mora ao lado do Cemur e estava acompanhada da família, disse a nossa reportagem que o ritmo latino das músicas de Magal fazem toda a diferença. “Ele é perfeito. Não mudou nada, continua com seu show da mesma forma que era antes. Sensacional”.
De acordo com a organização do evento, cerca de 500 pessoas, de diversos locais de São Paulo e do Brasil, compareceram ao Cemur para prestigiar a apresentação, que ainda contou com um baile especial.

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*