Professora de Embu é uma das vencedoras do 20º Prêmio Educador

0
96

Por: Acessória de Imprensa

www.gutomarcondes.com.br

A noite de segunda-feira, dia 30, foi de celebrar a Educação. Em uma Sala São Paulo bem cheia, o Prêmio Educador Nota 10 festejou os vencedores da sua 20ª edição.Entre os nomes está o da representante de Embu das Artes (SP), Luana Viegas de Pinho Portilio, da Escola Colibri. Além do troféu, a educadora levou para casa prêmio de R$ 15 mil e a escola recebeu um vale-presente de R$ 1 mil.A grande vencedora da noite foi a professora Elisângela Dell-Armelina Suruí, da E.I.E.E.F.M. Sertanista Francisco Meireles, com o projeto “MamugKoeIxoTig” que ensina estudantes do 1º a 5º ano a língua indígenaPaiterSuruí.

Com o projeto “Conhecendo as Aves do Entorno”, Luanaconquistou os jurados.Os alunos do 1º ano aprenderam na prática os comportamentos de um observador de aves. Tiveram como desafio, neste estudo, investigar o entorno da escola para conhecer e identificar quais as aves que visitavam o local. Além de ler textos e assistir a documentários e programas de reportagem, eles anotaram e desenharam em um livro de observações as características, as cores, os tamanhos e os tipos de bico das aves encontradas. Muitas crianças comprovaram nesses registros coisas pesquisadas nos textos, como o comportamento das aves, a construção de ninhos e sua alimentação. Ao propor situações de aprendizagem com questões desafiadoras e possíveis de serem respondidas pela observação da natureza, a professora desenvolveu a cultura científica em seus alunos, o que envolve a capacidade de compreender e interpretar o mundo.

O Educador Nota 10 é uma iniciativa do Grupo Abril em parceria com a Globo, organização da Fundação Victor Civita e da Fundação Roberto Marinho, com apoio da Associação Nova Escola e patrocínio da Fundação Lemann, Somos Educação e Faber Castell. No ano em que completou 20 edições, o Prêmio Educador Nota 10 registrou um recorde de inscrições, com 5.006 projetos. Desde a criação do Prêmio, em 1998, mais de 67 mil professores participaram da premiação.

Sobre a Fundação Victor Civita

A Fundação Victor Civita foi criada em 1985 como uma das primeiras iniciativas brasileiras no campo social. Sua missão é valorizar o trabalho de professores e gestores, disseminando as melhores práticas da Educação Básica para auxiliar os educadores brasileiros a enfrentar os desafios de seu tempo. Saiba mais em www.fvc.org.br

Grupo Abril – conhecimento é o nosso negócio

O Grupo Abril está na vida de milhões de pessoas. Unindo a expertise dos seus pilares de mídia, logística, licenças, assinaturas, big data, branded content, gráfica, a Abril produz conteúdo, informação de qualidade e soluções de comunicação e logística para seus clientes. Entre os mais de 90 títulos e sites que possui está VEJA, maior revista do Brasil e uma das maiores semanais de informação do mundo. Recentemente foram lançados GoBox, plataforma de clube de assinaturas, e GotoShop, operação de e-commerce. A Abril também possui em seu portfólio a CASA COR, maior evento de Arquitetura e Design das Américas. A missão da Abril é “contribuir para a difusão de informação, cultura e entretenimento, para o progresso da educação, a melhoria da qualidade de vida, o desenvolvimento da livre iniciativa e o fortalecimento das instituições democráticas do país”.

Sobre a Globo

Globo é uma das maiores empresas de mídia do mundo, produzindo 3.000 horas de entretenimento e 3.000 horas de jornalismo por ano no Brasil. Com uma rede de 5 emissoras próprias e 118 afiliadas, a empresa cobre 99,6% do território brasileiro. Sua programação está disponível também pelo Globo Play, a plataforma de vídeo sob demanda da emissora. Além de uma programação diversificada na TV aberta, a Globo também investe em produções para TV paga, internet e cinema. Sua operação internacional conta com sete canais a cabo e uma divisão para produção e distribuição de conteúdo de esporte e entretenimento, alcançando mais de 170 países ao redor do mundo. Reconhecida pela qualidade de suas produções, a empresa já recebeu 15 prêmios no Emmy Internacional.

Sobre a Fundação Roberto Marinho

A convicção de que a comunicação pode ser instrumento para transformação social motivou a criação da Fundação Roberto Marinho, em 1977. Suas iniciativas promovem o direito à educação, incentivam o protagonismo, valorizam a cultura brasileira e o meio ambiente. Dentre elas, os programas de educação Telecurso, Aprendiz Legal e Qualifica; os museus da Língua Portuguesa e do Futebol, Museu de Arte do Rio, Museu do Amanhã e Museu da Imagem e do Som (os dois últimos em construção no Rio de Janeiro); oFutura, um projeto social de comunicação, com uma programação que alia entretenimento e conhecimento útil para a vida com ações de mobilização social que permitem que o público interaja com a programação, trabalhe e aplique os conteúdos no dia a dia; e iniciativas de educação ambiental, com foco na gestão sustentável dos recursos naturais (Florestabilidade), e no incentivo à ciência e tecnologia (Prêmio Jovem Cientista). Saiba mais www.frm.org.br.

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*