Porteiro mata Jovem em estacionamento de loja

0
36

Vigia matou o rapaz após briga de estacionamento. Quatro jovens e vigia de outlet discutiram na hora do pagamento. Rapaz de 19 anos morreu ao tentar defender primo, de 25.

O jovem José Gabriel Sousa Oliveira, de 19 anos
O jovem José Gabriel Sousa Oliveira, de 19 anos
O jovem José Gabriel Sousa Oliveira, de 19 anos, morreu e outros dois rapazes ficaram feridos após uma briga com um funcionário que trabalhava como porteiro e vigilante de uma loja na tarde de domingo, 03, no Centro de Embu das Artes. O estabelecimento BBB Outlet fica na Avenida Yasbek, 1987.
De acordo com a polícia, o grupo com quatro primos saía do estabelecimento quando foram informados no caixa pela gerente que a bandeira do cartão de crédito usado para pagar as compras não era aceita.
Dois deles ficaram no estacionamento, e outros dois foram sacar dinheiro em um caixa a três quarteirões. Na volta, segundo um dos jovens relatou à polícia, o funcionário impediu que eles subissem novamente até a loja porque já eram 17h e a loja tinha acabado de fechar.

Oliveira levou quarto tiros e morreu no local. Ele tentava proteger o primo Felipe, de 25 anos. Baleado no peito, no braço e na perna, ele passou por cirurgia e está fora de perigo.
O mais novo, de 15 anos, conseguiu se esconder.

Suspeito não podia portar armas
A polícia identificou o autor dos disparos através das imagens de câmeras de segurança do local. Fernando Santana Pereira, de 36 anos, já tem passagem por porte ilegal de arma.

Apesar de se apresentar como segurança, ele era porteiro e não poderia portar arma de fogo. A informação é do advogado da empresa terceirizada que o havia contratado, Jose Soares da Costa Neto.

Após ver imagens da câmera de segurança e identificar o Fernando, a polícia foi até a casa da família dele, mas ele não foi encontrado e seguia foragido até cerca de 12h30. Segundo o advogado da empresa que o contratou, no entanto, ele deve se entregar ainda nesta tarde. O caso foi registrado na Delegacia Central de Embu das Artes.
O advogado da BBB Outlet informou que a loja desconhecia o fato de o porteiro estar armado. “Nós iremos avaliar o ocorrido. Porque ele estava armado nós também iremos avaliar.”

Com informações do G1-Globo.com

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*