Por unanimidade, juízes do TRE cassam prefeito e vice de Itapecerica da Serra

0
29

Chuvisco e Regina ficarão inelegíveis por oito anos

Na sessão de julgamento de quinta-feira (10 de abril), os juízes do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) mantiveram a sentença do juízo da 201ª Zona Eleitoral, que havia cassado o diploma do prefeito eleito de Itapecerica da Serra, Amarildo Gonçalves (PMDB), e de sua vice, Regina Pires Corsini (PSDB). Pela decisão, ambos permanecem inelegíveis por oito anos, em decisão sobre o Processo nº 995-43.
A Corte paulista entendeu, de forma unânime, que houve captação ilícita de sufrágio, consistente em pedido de voto com a promessa de manutenção de vínculo de estágio. Segundo o julgamento, restou comprovado que, durante evento ocorrido aos 05/10/2012, o então prefeito Jorge Costa fez pedido de voto para Gonçalves aos estagiários da Secretaria Municipal de Educação presentes, em troca da manutenção do vínculo com a Prefeitura. Para os juízes, os candidatos cassados tinham conhecimento da conduta ilícita.
Gonçalves e Regina foram eleitos em outubro de 2012 com 30.234 (39,29%) dos votos válidos. Itapecerica da Serra, com 107.141 eleitores.

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*