Não há mais atividades culturais e de artes no Liceu Municipal

0
355

Há quem diga que o Liceu Municipal de Artes de Taboão da Serra fechou. A equipe de reportagem do jornal Hoje em notícias apurou que de fato não há mais atividades culturais no espaço. No portão de entrada encontramos um aviso informando que o local está passando por reformas para melhor atender a população e que o Liceu agora encontra-se em novo endereço: rua Nair Marques de Souza, 129 – Jardim Maria Rosa, telefone: 4787 – 8277. Porém, ao ligar no número contido no aviso, a atendente ressaltou que ali funciona a Associação Músicos do Futuro, distinto ao histórico Liceu, uma vez que só disponibiliza cursos de instrumento de orquestra.
Alguns dos cursos oferecidos no Liceu, ainda são distribuídos, porém na secretaria de Cultura e também na biblioteca municipal. Já os cursos de pintura em tela, guache, desenho em caricatura, escultura em argila, madeira, capoeira, oficinas de circo com malabares, fogo, dança afro, teatro, oficina de artes, grafite, entre outros, deixaram de ser oferecidos com o fechamento do Liceu.
“Era mágico lá [liceu]. Ficava sempre lotado. Tinha alunos até com necessidades especiais e em quatro aulas já estavam pintando, tocando, parecia até mentira. Professores eram convidados para participar de premiações. Final do ano sempre tinha apresentações com a presença dos pais de alunos”, contou um funcionário do espaço, que não quis se identificar por medo de sofrer represálias.
Segundo ele, os diversos quadros contidos na secretaria, foram pintados pelos alunos. O funcionário contou que as telas de pintura ainda estão no liceu, porque falta espaço na secretaria. “A cultura é muito importante porque tira as crianças das ruas, a cabeça fica cheia, não dando vazão à coisas erradas como drogas”, disse.
A importância do Liceu para o fomento da cultura e artes é evidente. O fechamento do espaço, inaugurado em 2007, foi bastante criticado e denunciado pelos moradores. Os alunos que estavam matriculados nos cursos oferecidos pelo Liceu, agora estão sem opção de colocar em prática o que aprenderam e o dom que cada um possui na cultura e artes, sujeitos a ficar nas ruas, se envolver com drogas.
“O pouco que tinha na área da cultura está sendo tirado – tiraram a praça Luiz Gonzaga. Estamos esperando que acabe esse ciclo, porque está muito difícil”, disse a jovem Amanda Conde. Márcia Figueiredo frisou que esse governo está tirando todos os espaços de lazer. “Não deixam artistas usar a praça Nicola Vivilechio, fecharam o Liceu”, completou.

Outro lado
De acordo com o secretário de Cultura e Turismo, Laércio Lopes, o que houve foi uma mudança de endereço. Ele disse que todas as atividades estão acontecendo no endereço da ONG. Segundo ele, o prédio precisava de uma grande reforma que custaria muito caro e o Maestro não poderia colocar as despesas com o prédio no acerto de contas do convênio que existe entre o ONG e a Prefeitura.
“Quando houve a mudança de endereço da Secretaria de Cultura a prefeitura passou (que é justo) as despesas do Prédio do Liceu para a ONG, e o Mestro Edson optou em não pagar dois aluguéis e ainda gastar uma verba muito grande para a reforma do prédio e centralizou todas as atividades de musica no endereço da ONG naq Rua Nair Marques de Souza, 129, Jd Maria Rosa”, explicou.

Cursos com inscrições abertas
Cursos estão com inscrições abertas na secretaria de Cultura. Há vagas para Roteiro de cinema. Podem se inscrever as crianças com idade mínima de 15 anos. Jazz iniciante e Hip Hop a partir de 10 anos. Jazz intermediário de 9 a 11 anos, 11 a 17 anos e 13 a 21 anos. Bale infantil de 5 a 6 anos; 9, 10 e 11 anos. Tango acima de 16 anos.

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*