Moradores queimam ônibus em protesto contra EMTU

0
51

Por Alexandre Oliveira,

Manifestantes prometem voltar a protestar na quinta-feira, no horário de pico.

Moradores do bairro Jardim Pinheirinho, no município de Embu das Artes, incendiaram um ônibus da EMTU na noite de quarta-feira (7), em protesto contra a mudança do itinerário da linha Itapecerica/Pinheiros que desembarcava os passageiros no ponto na entrada do bairro. A mudança, determinada pela EMTU no último mês, desagradou os embuenses que agora precisam descer na BR 116, sentido interior, e atravessar a passarela para ter acesso ao bairro. A manifestação bloqueou a entrada do município de Itapecerica da Serra, em ambos os sentidos. A Polícia Militar conseguiu dispersar os manifestantes por volta das 20h30, após três horas de protesto.

Ônibus é queimado na Regis. Moradores reivindicam mudanças no itinerário da Empresa EMTU de Transporte urbano na região. - Foto Alexandre Oliveira.
Ônibus é queimado na Regis. Moradores reivindicam mudanças no itinerário da Empresa EMTU de Transporte urbano na região. – Foto Alexandre Oliveira.

Os moradores alegam que devido à mudança, muitos assaltos estão acontecendo no local. Para eles, a alteração do itinerário das linhas que atendiam o bairro acarretou muitos prejuízos à população. “Uma menina foi estuprada semana passada naquela passarela. Não há segurança à noite. É muito escuro para estudantes atravessarem para ir para casa”, denunciou um senhor que se juntou ao protesto.

A manifestação concentrou cerca de 200 moradores. De acordo com uma senhora, o ato deveria ser pacífico, mas alguns se excederam e queimaram o ônibus que estava sendo utilizado para bloquear a Régis Bittencourt na entrada da cidade. O motorista e o cobrador abandonaram o veículo no início do protesto, quando os manifestantes iniciaram a depredação do carro.

A Polícia Militar usou de bombas de gás lacrimogênio e efeito moral para dispersar a multidão. Os moradores usaram paus e pedras, além da queima de pneus para bloquear o tráfego.

De acordo com algumas pessoas que ainda permaneciam no local, mesmo após a presença da PM, o protesto irá ser retomado na quinta-feira (8), no mesmo horário, às 18h. Apesar do ato, que desencadeou um grande congestionamento na entrada do município vizinho a Embu das Artes, nenhuma autoridade política se manifestou, o que irritou muitas pessoas.

*Alexandre Oliveira é jornalista, formado pela Faculdade Paulus (Editora). Trabalhou nos jornais Folha de Embu, Gazeta da Região, Hoje em Notícias e nos portais de notícias Fato Expresso e O Taboanense.

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*