Meninas do CATS empatam e vaga nas semifinais do Metropolitano fica em aberto

0
24

Em sua última partida pela fase de classificação, Taboão deixa escapar chance de carimbar vaga às semifinais. O Primeiro de Maio/Santo André ainda tem um jogo a cumprir e, se vencer, assume a segunda posição

Por Felipe Oliveira

Cris Souza orienta suas atletas no intervalo do jogo contra Santo André.  Foto: Felipe Oliveira/Hoje
Cris Souza orienta suas atletas no intervalo do jogo contra Santo André.
Foto: Divulgação
Quem foi ao ginásio Zé do Feijão no sábado, 02, assistiu a um belo jogo de futsal. Após três derrotas longe de casa, o Taboão recebeu o Primeiro de Maio/Santo André em sua última partida pela fase de classificação. Se vencesse, a equipe de Cris Souza estaria garantida nas semifinais. No entanto, o placar final em 3 a 3 deixou a segunda vaga em aberto.

Com o resultado, Taboão encerrou a primeira fase na segunda posição, com 19 pontos, em 12 jogos. Santo André, por sua vez, chegou aos 17 podendo alcançar os 21 e, assim, fica com a vaga direta nas semi. A equipe de Valmir Pitangas encara o São Caetano, quarto colocado, também com 17 pontos e com chances de classificação, na próxima terça-feira, 05, às 18h, no Ginásio Joaquim Cambaúva Rabello, no ABC.

Resumão
Logo de cara, Bibi, que saiu lesionada ainda nos primeiros 20 minutos, abriu o placar para as donas da casa. Taboão ainda criou mais chances, mas quem marcou foi Marcelinha, ainda no primeiro tempo. Em seguida, Aline, que entrou no lugar da número 7 taboanense, fez o segundo no final da primeira etapa. No início do segundo tempo, porém, Santo André igualou o marcador com Natália Nunes. No entanto, na metade da etapa final, Luana Moura fez o Zé do Feijão explodir em festa com o 3 a 2. Porém, em uma bobeira do sistema defensivo tricolor, Hellen fez grande jogada e empatou, dando números finais à partida: 3 a 3.

Cris na bronca
Após o fim do grande duelo, a técnica taboanense, Cris Souza, ficou na bronca com a arbitragem. Segunda ela, estão usando a má fama da torcida organizada de Taboão na FPFS para criar situações passiveis de punição à sua equipe.
Sobre jogo, Cris afirmou que fica o gosto amargo do empate e apontou os erros de sua equipe, que, segundo ela, foi prejudicada pela arbitragem. “Perdemos algumas chances que não podemos perder em jogo decisivo. Mas, vale apontar os erros e inversões de algumas faltas que a arbitragem não marcou, como o puxão na nossa jogadora, em um lance que saiu o gol delas. Aí fica complicado”, desabafou.

Confusão
Restando apenas 19 segundos para o fim do jogo, Taboão tinha uma falta para cobrar quando o técnico Valmir Pitangas retirou sua equipe de quadra, acusando alguns membros da torcida organizada taboanense de ter ofendido e cuspido em suas atletas. A arbitragem afirmou que irá relatar em súmula o ocorrido e, consequentemente, Taboão poderá sofrer outra punição na FPFS.

Que venha as semis ou as quartas
As meninas do CATS agora aguardam o resultado do clássico do ABC para saber se jogarão as quartas ou apenas as semis do Metropolitano de Futsal Feminino.

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*