Mais de 230 casos de Dengue são notificados na região

0
28

Taboão da Serra lidera o ranking com 174 casos, seguidos de Embu das Artes com 30 e Itapecerica da Serra com 29 notificações

Casa no Jd. Clementino é denunciada por moradores com vários possíveis focos de Dengue e mesmo após relato na Audiência de Saúde nenhuma providência foi tomada
Casa no Jd. Clementino é denunciada por moradores com vários possíveis focos de Dengue e mesmo após relato na Audiência de Saúde nenhuma providência foi tomada
Foram registrados o total de 233 notificações de Dengue até a semana passada nas três cidades da região, Taboão da Serra, Embu das Artes e Itapecerica da Serra. Liderando o ranking está Taboão da Serra, que segundo divulgou um site, pois a prefeitura não dá retorno para o Jornal Hoje, já foram registrados 174 casos. Embu apresenta 30 e Itapecerica 29 casos.

Há duas semanas, o Jornal Hoje divulgou fotos enviadas por leitores com algumas órgãos e obras da prefeitura de Taboão da Serra com possíveis focos do mosquito que transmitem a Dengue, Chikungunya e a Zika e que preocupam os moradores. Entre os locais fotografados foi flagrado uma caixa de água sem tampa na obra parada do Corpo de Bombeiros, um tambor com água parada no Cemitério da Saudade, na Usina, onde fica a secretaria de Manutenção os carros e sucatas permanecem expostos e sem nenhuma cobertura facilitando o acúmulo de água.

Moradores do Jd. Clementino denunciam casa com possível foco do mosquito Aedes aegypti

Um grupo de moradores do Jd. Clementino da Rua Maria Madalena Carreiro entrou em contato com o jornal Hoje pedindo socorro. Há anos eles sofrem com um vizinho que acumula muitas garrafas pets e outros materiais de reciclagem, o problema é que além da falta de limpeza e mau cheiro, eles também flagraram através de imagens vários baldes com água parada.

“Nós já procuramos a prefeitura, a Zoonoses e ninguém dá um retorno para a gente. Estamos desesperados. Alguém tem que fazer alguma coisa. No ano passado aqui na rua tivemos vários casos de dengue e agora já tem umas crianças com alguns sintomas também. Não podemos continuar correndo o risco por causa de um morador que não toma os devidos cuidados como nós”, desabafou com a reportagem.

O jornal Hoje entrou em contato com o Disque Dengue (4788-5609) da prefeitura na tarde de segunda-feira, 22, e por causa de problemas no Sistema, o órgão faz parte da Ouvidoria, a atendente não conseguiu fazer a pesquisa deste caso. Já a prefeitura não se pronunciou sobre o assunto até o fechamento da matéria.

Durante a Audiência de Saúde realizada na sexta-feira, 26, a moradora Regina dos Santos também reforçou a denúncia para a secretária de Saúde, Dra. Raquel Zaicaner que respondeu a munícipe que a equipe entraria em contato, porém até o fechamento da matéria Regina afirmou que nenhuma pessoa entrou em contato com ela e o problema dos moradores segue sem providências.

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*