Mães pedem manutenção de convênio da prefeitura com Solar dos Unidos

1
108
Manifestantes saíram do Solar dos Unidos no Clementino e foram até a prefeitura de Taboão. FOTO: Divulgação

Um grupo de manifestantes marchou na manhã de segunda-feira, 21/05, na Rodovia Régis Bittencourt, em direção a Prefeitura de Taboão da Serra e pedir ao prefeito Fernando Fernandes (PSDB) para manter o convênio com a entidade Solar dos Unidos, no jardim Clementino. A ONG realiza atividades com 175 crianças e adolescentes no contra turno escolar. O ato reuniu mais de 100 pessoas entre pais, alunos, apoiadores e funcionários que trabalham no Solar.

Os manifestantes seguiram até a sede da prefeitura para cobrar que o prefeito mantenha o contrato com o Solar dos Unidos firmado em dezembro de 2017. A prefeitura argumenta que o convênio foi suspenso por conta da instalação do CRAS Clementino que vai conseguir absorver a demanda de alunos do Solar dos Unidos.

O vereador Professor Moreira (PSD), presidente de honra do Solar dos Unidos, disse aos jornalistas que os pais alunos e servidores vão realizar vários atos contra o fim do convênio. Ele acusa que a entidade sofre perseguição política.

A prefeitura garante que dispõe de toda a estrutura e pessoal capacitado para realizar o atendimento das 175 crianças e adolescentes atendidas no Solar dos Unidos. Além disso, descarta a alegação de perseguição política argumentando que mantém dois PACs do Solar dos Unidos em funcionamento na cidade. Veja a reportagem completa na edição impressa do jornal Hoje em Notícias desta terça-feira.

Com informações do portal jornalnanet

Propaganda

1 COMENTÁRIO

  1. Não acha justo um projeto do Solar dos Unidos que existe há 20 anos e trabalha com 175 crianças e adolescentes de 06 a 15 anos, no contra turno escolar, 04 horas pela manhã e a tarde de segunda a sexta feira oferecendo cidadania, cursos, aprendizado extra curricular, e, principalmente atuando na prevenção às drogas, ao crime, a pedofilia, a prostituição, ao trabalhando infantil, etc…, ser renovado em dezembro/17 e derrepente do nada em fevereiro/18 ser comunicado que foi rescindido sem nenhum motivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*