IPTU mais barato, só para 2015. População desconfia

0
159

O projeto foi aprovado nesta semana, mas terá validade em 2015. Até lá, a inflação já comeu a minguada redução. A oposição diz que foi melhor do que nada. A bancada situacionista comemora. A população observa com desconfiança.

Com a lei aprovada pelos vereadores a nova forma de calcular o imposto em 2015 provavelmente ficaria assim:

Carnê do IPTU

tabela iptu
* Desconto atual para pagamento à vista, 30%
** Novo cálculo, com alíquota de 0,48% aprovado na Câmara nesta semana. Antes era 0,60%.
*** Valor o IPCA estimado para o período
**** Ano que começa a vigorá a nova Lei.

A discussão na semana em Taboão da Serra foi o desconto, ou redução da alíquota do Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU na cidade. Os vereadores debateram exaustivamente a matéria e chegaram ao consenso, na sessão ordinária e duas extraordinárias (segunda-feira, 09 e quarta-feira, 11), na Câmara Municipal. Para a oposição, é melhor isso do que nada. Para a situação, um gol de placa. E para a população?
O jornal Hoje saiu às ruas para perguntar sobre a redução do imposto. Muitos desconheciam o projeto, mas quando souberam agiram com indignação. “Impossível! É tudo igual”, disse Cesar Augusto, 37 anos, morador do Parque Pinheiros. Nas redes sociais, o clima também é de desconfiança. “A maioria [na Câmara] não justifica que devemos nos calar, eles são maioria na base e o povo a maioria no município, em insatisfação, desacreditados e cada dia a incompetência deles e as mentiras são mais visíveis. O eleitor já não é mais tão ingênuo quanto eles pensam que seja… É aguardar”, disse a internauta Maria Ruggeri, em rede social.
A moradora do Monte Alegre, Cibele Nunes da Silva, de 35 anos, sempre pagou o imposto à vista. O principal motivo, segundo ela, é o desconto de R$ 90 e também pela comodidade de não ter nenhuma dívida que se alonga por vários meses. “Pago à vista o IPTU, IPVA com o 13º salário e férias logo no início do ano. Já programo tudo isso antes, para não sofrer com algum imprevisto que pode acontecer”, disse. Para ela, com a redução do desconto de até 30% para 7% em 2015, não será mais atrativo pagar o imposto à vista. “Sairá mais na vantagem é parcelado”, avaliou.
O imposto também é pago em dia pela doméstica Júlia dos Santos, de 56 anos. Moradora do bairro Jardim Freitas Júnior, ela paga R$ 489,96 com 30% de desconto. “Também pago à vista por causa do desconto, mas por gostar de todas as contas em dia, acho que mesmo com a redução vou pagar à vista, porém não acho justo essa diminuição, já que pelo que parece o valor do IPTU será praticamente o mesmo. Não gosto de fazer dívidas”, explicou.
Ainda tem muita gente que não está compreendendo o projeto. O jornal Hoje fez uma simulação através do imposto de um contribuinte que mora na cidade (veja a acima).
Com a redução da alíquota de 0,12% no predial para 2015, o contribuinte terá um efeito insignificativo no bolso. Tomamos como base, um imposto de um imóvel no Parque Pinheiros, o contribuinte pagou no ano de 2013, R$ 669,70 de imposto, valor referente a 0,60% de alíquota na área edificada. Com a taxa de lixo, R$ 202,50, o valor saltou para R$ 872,20. Nesse caso, o contribuinte optou pelo pagamento à vista, já que tinha 30% de desconto. O valor pago foi de R$ 671,29. Se quisesse poderia pagar em 10 parcelas de R$ 87,22, sem desconto.
Com a nova Lei, o mesmo contribuinte irá pagar o imposto em 2015 da seguinte forma: valor do predial, que era 0,60, com desconto de 0,12%, caiu para 0,48%, o valor seria de R$ 593,51, já acrescido com a correção do IPCA, estimado. Mais a taxa de lixo de R$ 224,53, também com acréscimo do IPCA, estimado no período, total R$ 818,04. Para pagamento à vista, o contribuinte terá um desconto de 7%, como ele fez neste ano. Nesse caso, o valor a pagar seria de R$ 776,50. Vale lembrar que o desconto é apenas sobre o imposto, a taxa de lixo fica integral. Ou seja, R$ 593,51, menos R$ 41,54 (7%); totalizando R$ 551,97. Mais a Taxa de lixo (R$ 224,53). Se quiser, o contribuinte poderá parcelar em 10 vezes, aí o valor da prestação seria de R$ 81,80, sem desconto. Os valores são muito próximos, R$ 872,20 em 2013 contra R$ 818,04 em 2015, no mesmo imposto.

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*