G.D.Estrela, um dos principais clubes da várzea taboanense

0
107

O Jornal Hoje em notícias traz para o leitor uma série especial sobre a várzea taboensne. Para começar, batemos um papo com o atual presidente do G.D.Estrela, clube fundado em uma reunião entre amigos que jogavam bola todos os domingos na rua Francisco Fernanda Sanches, no Jd. Maria Helena

Por Felipe Oliveira

G.D. Estrela  do Maria Helena, um dos principais times da várzea taboanense, tem 25 anos de histórias e importantes conquistas nos campeonatos municipais e fora da cidade
G.D. Estrela do Maria Helena, um dos principais times da várzea taboanense, tem 25 anos de histórias e importantes conquistas nos campeonatos municipais e fora da cidade
Um dos principais clubes da várzea taboanense, o G.D.Estrela existe há 25 anos e já conquistou alguns títulos importantes da categoria. Atualmente na disputa da primeira divisão de Taboão da Serra, a equipe do Jardim Maria Helena já levantou os troféus da Copa Gaúcha, Copa Rey e Segunda e Primeira Divisão Municipal, nos anos de 2004 e 2009, respectivamente.

Antigamente responsável por revelar grandes nomes para o futebol, a várzea vem perdendo espaço para os chamados “empresários da bola”, que ganharam força com o surgimento da Lei Pelé. Segundo o presidente do clube, Babão, o maior exemplo do momento delicado do ludopédio nacional é exemplificado pela seleção. “Como pode uma seleção pentacampeã tomar uma goleada de 7 a 1 em uma Copa do Mundo no seu país? Temos que abrir os olhos ou vamos ficar ainda mais atrás dos nossos rivais”, ressaltou. No entanto, para ele, a várzea “ainda continua sendo a grande escola para o futebol profissional”.

Por falar nisso, alguns nomes tarimbados do futebol brasileiro já passaram pela várzea taboanense, como: Rodrigo Tiuí, ex-Santos, Fluminense e Dinelson, ex-Corinthians. “O Biro, atleta que jogou a primeira divisão conosco no ano passado, hoje atua no Boca Júniors de Sergipe. O Felipe, outro jogador que também vestiu nosso manto sagrado, teve passagem pelo Vitória da Bahia e se encontra no futebol gaúcho, atuando pelo Juventude. Existem muitos outros com passagem por times profissionais”, afirmou o presidente.

Babão ainda comentou sobre o atual estágio dos campeonatos da várzea municipal. Segundo ele, está muito boa pois há investimento dos organizadores e, frequentemente, participação de ex-jogadores profissionais, como o ex-atacante Muller.

“A várzea do Taboão tem uma força e respeito na Grande São Paulo toda, mas a melhor várzea é a de São Paulo mesmo, com ótimos campeonatos e com times que lotam até o estádio do Pacaembu”, finalizou.

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*