Excesso de buracos nas ruas de Itapecerica prejudicam a população

0
82
Indignados, leitores do jornal Hoje enviaram a situação na rua Mongólia com a Nova
Zelândia no Parque Paraíso – Foto: WhatsApp/HOJE

O tema sobre a quantidade excessiva de buracos em diversas ruas da cidade de Itapecerica da Serra está sendo debatido há duas semanas na Câmara Municipal e constantemente através das redes sociais os moradores da cidade apontam o descaso com as vias públicas.
Há várias semanas, os vereadores da Casa de Leis de Itapecerica trazem ao plenário o tema para ser debatido, inclusive com apresentação em slides de várias ruas que estão esburacadas, umas com problemas causados por obras da Sabesp outros por falta de manutenção e obras da prefeitura, inclusive vias de grande movimentação de pessoas, em frente a Unidade Básicas, entre outras.
Há anos, a cidade de Itapecerica sobre com a má qualidade do serviço público, o excesso de buracos e vias sem manutenção faz a população ficar cada vez mais indignada e até criaram um grupo no Facebook “Buracos de Itapecerica”, outro morador chegou a fazer vídeos diários sobre o problema.
Em vias de receber os novos carnês do IPTU, que teve vencimento prorrogado até o dia 20 de abril devido à greve dos correios, os moradores iniciam novamente as duras críticas de pagar imposto e ser prejudicado com ausência de serviços essenciais como a pavimentação.

Itapecerica teve aumento de 51% na arrecadação de multas de trânsito em 2017

Em análise dos dados do portal da Transparência da Prefeitura de Itapecerica, no ano de 2017, os recursos arrecadados pela gestão municipal provenientes de multas de trânsito, teve um aumento impressionante, foram arrecadados R$ 7.395.703, 64, o que corresponde a mais de 51% comparado ao ano de 2016 que a arrecadação das multas foi de R$ 3.640.173,33.
De acordo com o Código Brasileiro de Trânsito (CTB), a lei 9503/1997 estabelece que o dinheiro arrecadado com pagamentos de multas de trânsito deve ser usado, exclusivamente para sinalização, engenharia de tráfego, policiamento, educação de trânsito e 5% devem ser destinados para o Fundo Nacional de Segurança e Educação no Trânsito (Funset).
Apesar dos dados sobre o grande aumento da arrecadação de multas de trânsito, a atual realidade e as condições do sistema viário de Itapecerica da Serra é de péssimas condições, má conservação e asfalto deteriorado.
A rua Mongólia, no Parque Paraíso, em foto enviada por um leitor do Jornal Hoje, é um retrato da escassez e problema na manutenção viária que prejudica tanto os pedestres como motoristas de Itapecerica da Serra.

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*