Depois de aprovar, vereadores governistas proíbem Feira Noturna em Taboão da Serra

0
138

O projeto da vereadora Luzia Aprígio (PSB) foi vetado pelo prefeito Fernando Fernandes e mantido pelos vereadores da base governistas

Vereadora Luzia Aprígio discursando na tribuna da Câmara
Vereadora Luzia Aprígio discursando na tribuna da Câmara
Em agosto de 2015, o projeto foi aprovado por unanimidade pelos vereadores, na Câmara Municipal de Taboão da Serra. O Projeto de Lei, de autoria da vereadora Luzia Aprígio (PSB) autorizava a prefeitura a criar e organizar as Feiras Noturnas em Taboão da Serra.

Mas, por 10 votos a três, os vereadores de Taboão da Serra mantiveram o veto do prefeito Fernando Fernandes (PSDB) ao projeto que autorizava o município a criar a feira noturna das 17h às 21h, nos mesmos moldes das tradicionais feiras que ocorrem durante o dia.

A vereadora Luzia Aprígio lamentou o veto e disse que a luta não para aqui. Ela afirmou que vários municípios da região já contam com essa alternativa para as pessoas. “Vários municípios da nossa região já têm a Feira Noturna organizada pelas prefeituras. O resultado tem sido bastante positivo. Com a lei aprovada, Taboão também teria esse benefício, que atenderia principalmente aquela parcela da população que não tem condições, e nem tempo de ir a uma feira diurna, por conta de trabalho. A feira, ainda, teria atrações artísticas para que as famílias pudessem, além das compras, participar de um evento cultural”, afirma a vereadora Luzia Aprígio, autora do projeto.
Mesmo com a manutenção do veto, a vereadora prometeu não desistir. “A Feira Noturna foi um pedido da população. Vou lutar de todas as formas, para reverter essa situação”, garantiu Luzia Aprígio.

Essa também é a vontade de Maria do Socorro da Silva, moradora do bairro do Clementino. Para ela, a feira seria uma mão na roda. “Eu nem sabia dessa possibilidade aqui na cidade. Se isso acontecer vai me ajudar e muito, pois trabalho em Santo Amaro e tenho que sair muito cedo para trabalhar. Aos domingos, ainda tenho que limpar a casa e lavar roupa da família. Com a Feira Noturna aqui perto, eu poderia fazer as compras de casa sem problemas. Gostei da iniciativa da vereadora e pode contar comigo”, apoia a dona de Casa e trabalhadora Maria do Socorro.

No parecer jurídico encaminhado pela Prefeitura, a lei seria “inconstitucional” razão pela qual foi solicitado à Câmara para que mantenha o “veto ao seu conteúdo”.

Para vereadora Luzia Aprígio, a lei poderia ter sido aprovada o que faltou foi vontade política.

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*