Coluna Bastidores da Política

0
136

Amigo de Fé, irmão camarada

Longe de querer ofender meu amigo, Pastor Marco Porta (PRB). Peço desculpas se ofendi, mas não foi essa a minha intenção. Apenas uma observação na foto publicada na Internet. Pastor, o senhor é meu amigo e nada faltará.

Corrida maluca
A disputa eleitoral é na base do salve quem puder. Nessa semana, alguns caciques, mais ou menos, trocaram de tribo. Talita, a Penélope charmosa trocou o PTB pelo PSD, partido de Aprígio. E, Macário, o Tião Gavião deixou o PT para atucanar e se filiar no PSDB de Fernando Fernandes.

A máscara cai
Macario o novo tucano

A simpatia do ex-petista Macário pelos tucanos já vinha de longa data. Quando era presidente da Câmara, Macário atropelou os procuradores da Casa e colocou na Ordem do Dia as contas rejeitadas de Fernando Fernandes do ano de 2004. A Juíza Flavia Castelari havia dado procedência ao pedido de Fernandes no Fórum da cidade. O procedimento padrão seria o recurso da Câmara no Tribunal da Justiça e manter a decisão da Câmara, mas o presidente ignorou a ação dos procuradores.

Só para lembrar: pode vencer por 2 a 8?
Na Câmara pode. Durante a votação, Fernandes perdeu por oito votos a dois, mas, a Câmara não alcançou o Quórum Qualificado e Fernando Fernandes teve suas contas aprovadas e pôde disputar as eleições no ano seguinte.

Tales na jogada
O ex-vereador Tales Franco se filia ao PSD de Aprígio e vai disputar as eleições de 2016 na bandeira oposicionista. Tales obteve 2.120 votos, em 2012. Naquela eleição, o partido de Tales apoiou o tucano Fernando Fernandes.

99% nervoso e 1% vagabundo
Visivelmente nervoso, o vereador Eduardo Lopes (PSDB) ameaçou prender munícipes por ofensas, que segundo ele, são ligados à oposição. O vereador teria dito na sessão anterior que tem muito vagabundo na Câmara. “O comentário feito por este vereador na semana passada foi direcionado para pessoas que o Aurélio [dicionário] classifica como desocupadas”. Fomos buscar no Aurelião o verbete desocupada, veja o que encontramos: adj. Que caminha sem rumo determinado; que perambula ou vagueia; andarilho. Que vive de maneira desocupada; que não possui ocupação; que não tem vontade de realizar suas tarefas. Que não trabalha ou não gosta de trabalhar; vadio: aluno vagabundo.

A família é grande e robusta
O curioso disso tudo é que quando doí na canela do governo vem à tropa de choque do governo para intimidar a oposição e não deixar os vereadores oposicionistas discursar na tribuna da Câmara. Isso é o quê?

Sujo na rodinha
O líder de Fernando Fernandes (PSDB) na Câmara Municipal, Eduardo Nóbrega (PR) parece sem comando dos seus seguidores. Os portais de notícias da cidade divulgaram que Nóbrega não controla mais os amigos do chefe. Os rebeldes boicotaram o encontro semanal com o prefeito e fizeram questão de esvaziar o plenário ou ficar de costas no momento em que o líder discursava em tribuna.

Cabeça a prêmio
Em conversa reservada com o site Taboão em Foco, pelo menos dois vereadores garantiram que irão pedir ‘a cabeça’ do atual líder do governo Eduardo Nóbrega ao prefeito Fernando Fernandes. Apesar de saber que a chance de sucesso é muito baixa.

O Império contra ataca
Perguntei para o líder se procede à rebeldia. Ele respondeu que isso vai até o grito do governo. Segundo ele, quando o prefeito gritar todos vão para debaixo da mesa.

Vida Nova na Câmara
Com os nervos à flor da pele, um grupo de vereadores [rebeldes] da base governista foi tomar café com o desafeto de Fernando Fernandes.

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*