Chico Brito acena para redução da passagem em Embu das Artes

0
27

Na tarde de segunda-feira, 24 de junho, o prefeito da cidade de Embu das Artes, Chico Brito, recebeu 12 integrantes da coordenação do movimento intitulado “Vem Pra Rua Embu”, que realizou uma manifestação na sexta-feira, dia 21, protesto que reuniu cerca de cinco mil pessoas em frente à prefeitura. Na reunião, a portas fechadas para a imprensa, Chico refutou a possibilidade de revogar o decreto que aumentou a passagem de ônibus em 1° de Abril, passado de R$ 2,30, para R$ 2,80 – aumento de 22%. A proposta, apresentada pelo prefeito, é a definição de um índice que determine o reajuste da passagem no município.

Chico Brito que esteve em reunião com líderes do movimento "Vem Pra Rua Embu das Artes" - Foto A.O
Chico Brito que esteve em reunião com líderes do movimento “Vem Pra Rua Embu das Artes” – Foto A.O

De acordo com o prefeito, foi agendada uma nova reunião com os líderes do movimento “Vem Pra Rua”, onde serão apresentados três índices que deverão determinar o reajuste da passagem, definição esta que já afetará a passagem atual. “Nós não temos como revogar o aumento dado no valor da tarifa simplesmente, mas nós vamos, por meio do novo índice, reajustar o valor praticado sobre o valor de R$ 2,30 – passando assim a praticar esse índice para os próximos reajustes”, afirmou o prefeito.

A passagem que subiu há dois meses deverá ser reduzida sobre a definição do novo índice que também será encaminhado a Câmara Municipal para que se torne Lei e passe a reger os próximos reajustes.

Segundo um dos organizadores do movimento que tomou às ruas do centro expandido da cidade, Willian Lima, a posição do governo demonstrou uma vitória parcial para o movimento que pretende a revogação por completo do aumento praticado na passagem das linhas municipais. “Não atingimos o nosso objetivo, mas essa posição já se demonstrou uma vitória. Agora, nós iremos discutir e amanha apresentaremos uma contra proposta. Não vamos desistir do nosso objetivo, simplesmente”, disse.

Em questão ao valor que a prefeitura repassa a Coopercav, para cobrir o transporte de pessoas com necessidades especiais e estudantes que pagam meia-passagem, Chico Brito disse que o reajuste da tarifa não irá influenciar o subsídio. “Já estamos no nosso limite, esse reajuste não irá alterar isso”, afirmou.

O jornal tentou acessar a informações sobre o valor do subsídio repassado a cooperativa, mas o site da transparência da prefeitura, que deveria conter a informação do montante repassado à Cooperativa estava fora do ar até o fechamento desta edição.

A nova passagem passou a valer no dia 1° de julho. Aprovada na Câmara, a nova Lei que regulamenta o reajuste anual da tarifa no município terá como base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA.

O reajuste sempre ocorrerá no mês de Abril.

Veja imagens da manifestação que parou o município.

[wowslider id="3"]

*Alexandre Oliveira

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*