Carnavalescos pedem ajuda dos vereadores após um não do prefeito para o desfile de Carnaval em 2015

0
378
Sambistas cantaram no plenário da Câmara como manifesto para a realização do Carnaval/2015 - Foto:  Alan dos Reis/Taboão em Foco
Sambistas cantaram no plenário da Câmara como manifesto para a realização do Carnaval/2015 – Foto: Alan dos Reis/Taboão em Foco

Liga das Escolas de Samba de Taboão da Serra pede apoio para volta dos desfiles carnavalescos
Sem solução e sem carnaval, vários integrantes da Liga das Escolas de Samba de Taboão da Serra (Libes) foram a Câmara Municipal na noite de terça-feira (22) para entregar um manifesto aos vereadores. O manifesto seria uma carta solicitando ajuda na negociação com a Prefeitura para liberação de verbas para realização do desfile de carnaval de 2015. A liga tentou várias vezes negociar com o secretário de cultura Laércio Lopes, mas as negociações não prosperaram.
Segundo o carnavalesco da Imperatriz do Samba, Ordelan de Souza, a prefeitura está dificultando as coisas. “Estamos tentando de todas as formas. Eles dizem que não podem fazer licitações; nós, então, entramos com um pedido de vários espaços para produzir shows e com bilheteria e doações arrumarmos recursos para o Carnaval. Mas, eles não responderam”, afirmou. “Nós entregamos um documento que solicita apoio dos vereadores junto ao governo municipal para realização do carnaval, que é o evento cultural que mais põe gente na rua e que desde 2011 não acontece”, garante o carnavalesco.
Oderlan Souza disse ainda que está tentando negociar com a prefeitura desde 2013. “No ano passado conversamos o ano todo com a prefeitura. Não houve o desfile sobre a alegação que faltou tempo para fazer a licitação. Ficou acordado com o secretário de cultura que a gente teria reuniões mensais para o fortalecimento das escolas de samba com a cessão de espaços públicos como o ginásio de esportes e o Cemur para eventos para arrecadar fundos. Só que essas datas até hoje não aconteceram”, reclama.
Os vereadores prometeram intervir a favor da realização do carnaval. Os vereadores Professor Moreira (PT) e Eduardo Nóbrega (PR) foram os mais incisivos nas críticas pela não realização do desfile. “O desfile não entendemos porque e de uma hora para outra deixaram [a Prefeitura] de repassar os recursos”, reclamou o petista. “Me surpreende não ter o carnaval na cidade. Gostaria de saber porque as verbas não são repassadas à liga. Se há problema jurídico, vamos resolver o problema em uma mesa de negociação”, pediu Nóbrega.

Problemas na documentação
Um dos motivos que a atual administração utiliza para não repassar dinheiro para a Libes são as irregularidades apontadas na prestação de contas dos anos de 2010 e 2011 no valor de R$ 240 mil. Para driblar esse problema, os carnavalescos chegaram a criar a LIBESTS, mas ouviram do prefeito Fernando Fernandes que nenhum repasse seria feito a nova liga também.

Prefeitura diz que não tem dinheiro
O vice-prefeito e secretário de cultura Laércio Lopes disse por telefone ao portal de notícias Taboão em Foco que não tem dinheiro para fazer o Carnaval. “Dinheiro a prefeitura não tem”. Porém, ele afirma que existem ainda duas alternativas para realização do desfile.
A primeira consiste na tentativa de liberação de uma emenda parlamentar do deputado estadual Geraldo Cruz (PT) de R$ 300 mil. “Temos uma emenda de um deputado e um funcionário da secretaria foi deslocado para realizar o projeto. Pedimos alguns dados das escolas para realizar o evento, mas não apresentaram nada até agora”, diz Lopes.
Ordelan nega que foi feito algum pedido. “Sabemos da emenda do deputado Geraldo Cruz, que foi feito em 2012. Estamos esperando. A prefeitura não pediu nada até agora”, afirma.

Com informações do jornalista Alan dos Reis,
taboãoemfoco.com.br

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*