Câmara de Taboão faz sessão com apenas seis vereadores

0
181

Um erro regimental teria provocado o abandono de vários vereadores na sessão extraordinária que aconteceu na Câmara Municipal de Taboão da Serra, na quinta-feira, 31. A sessão estava marcada para acontecer às 16 horas, mas, apenas seis dos 13 vereadores compareceram. Com o mínimo de parlamentares para a abertura da sessão, mas sem quórum para a aprovação do projeto, o prefeito Fernando Fernandes (PSDB) tratou logo de retirar o projeto de pauta, sob alegação de um erro na sua tramitação. O presidente encerrou a sessão e encaminhou o projeto para a próxima sessão ordinária.

Sessão Extraordinária com apenas seis vereadores. Quatro na mesa diretora, Marco Porta (PRB) e Eduardo Lopes (PSDB)
Sessão Extraordinária com apenas seis vereadores. Quatro na mesa diretora, Marco Porta (PRB) e Eduardo Lopes (PSDB)

O Regimento Interno da Câmara estabelece que as sessões extraordinárias devam ser convocadas com 48 horas de antecedência, a desta quinta, vereadores disseram que foi convocada com apenas 24 horas.
Na sessão, os parlamentares iriam apreciar a proposta de alteração no Plano Diretor, que seria sobre o zoneamento na Praça Miguel Ortega, próximo à escola Jornalista Wandick de Freitas, onde será instalada a ETEC e o local onde irá ser construído o Centro Iniciação ao Esporte, no Parque Monte Alegre. O projeto acabou sendo retirado da pauta pelo Executivo que alegou a necessidade de desafetação da área antes da votação. Após a desafetação o projeto volta a Casa e deverá ser apreciado na próxima semana.
A ausência dos vereadores Marcos Paulo (PROS), Cido (DEM), Moreira (PT), Onishi (Solidariedade), Lune (PCdoB), Érica Franquini (PDT) e Luzia Aprígio (PSB) sinalizou para um racha na base governista. Desses, apenas o vereador Cido foi eleito com a situação, os outros são considerados de oposição; apenas considerados. A maioria justificou ter faltado à sessão em razão de agendas anteriores. Mas ao que tudo indica, a falta seria um recado, embora não esteja claro para quem. Sem a presença dos vereadores faltosos a sessão durou menos de meia hora.
O presidente da Câmara, vereador Eduardo Nóbrega (PR), descartou que a falta dos seus pares à sessão seria um recado a quem quer que seja. Ele contou que desde cedo sabia que os vereadores Cido, Paulinho, Onishi e Luzia iriam faltar na sessão. Os demais, segundo ele, estiveram na Câmara, mas acabaram saindo. Nas contas do presidente nove vereadores teriam participado da sessão.
“O Cido estava na Casa. Saiu para colocar um terno e não voltou. O Moreira estava nas clínicas e ia voltar. A dona Luzia teve médico. Não acho que foi recado pra ninguém. Eles são acostumados a faltar sessão extraordinária. Se for algum recado, eles terão que faltar na sessão ordinária da próxima terça-feira, 5″, disse o presidente.
“Em matemática sete é mais que seis. Mas no caso da sessão de hoje acredito que cada vereador deveria ter compromissos anteriores. No meu caso, por exemplo, tinha consulta agendada nas clínicas e não poderia faltar”, disse o vereador Professor Moreira (PT) para o portal de notícias jornalnanet.
Presentes na sessão extraordinária – além do presidente, Joice Silva (PTB), Carlinhos do Leme (PP), André Egydio (PSDB), Marco Porta (PRB) e Eduardo Lopes (PSDB).

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*