Audiência Pública em Taboão da Serra vira caso de polícia

0
47

GCM jogando Spry de pimentaVídeos publicados em redes sociais mostram a barbárie ocorrida em audiência pública em Taboão da Serra
Vários vídeos foram postados na Internet após a confusão causada durante uma audiência pública, em Taboão da Serra, na manhã de sábado, 24, em escola pública. Movimento dos Sem Terra de Taboão da Serra e Prefeitura Municipal se acusam mutuamente. Prefeito diz que o líder do movimento Paulo Félix é um grande ator e simulou tudo. O ex-vereador e líder do movimento, Paulo Félix diz que foi espancado e ameaçado de morte por assessor do prefeito.
Em entrevista a um portal de notícias da cidade, o prefeito disse que Paulo Félix tem interesses pessoais e usa o movimento para pressionar o governo. “A questão é uma só: Paulo Félix queria ser secretário de habitação. Ele quer, mas não foi e por isso está usando o movimento para pressionar o governo, mas não vai conseguir”, disse Fernando Fernandes.
Já Paulo Félix, que fez exame de Lesão Corporal, no Instituo Médico Legal – IML nesta na tarde de segunda-feira, 26, diz o governo está montando uma espécie de Milícia para agir dentro dos movimentos e pressionar a população. “Abri um Boletim de Ocorrência e agora estou fazendo um exame de Lesão Corporal aqui no IML para provar que fui agredido. Esses caras vão pagar caro”, disse Paulo Félix.
Um vídeo divulgado pela prefeitura não mostra quem atacou o líder do movimento. Mas mostra um jato de gás pimenta lançando na multidão. Nesse momento, Félix é cercado pelos assessores do prefeito e é desequilibrado. É possível vê um homem de casaco preto se aproximando de Félix e teria dito algo forte, pois todos em volta olham para o possível agressor. Embora, o prefeito diga foi uma simulação, não dá para ter certeza.

Outro vídeo(Ver vídeo),também postado na rede social mostra o momento em que começa as agressões. Um coordenador do movimento vai usar o microfone e é impedido de falar. Chamado de vagabundo, o militante reagiu às ofensas e foi atacado pelos funcionários da prefeitura.
Mais um vídeo postado mostra como a população ficou após o uso do gás pimenta.
Ver vídeo

Entenda o caso

Uma audiência pública foi marcada pela Prefeitura de Taboão da Serra para discutir uma série de alterações no Plano Diretor do município acabou em confusão na manhã de sábado, dia 24, no ginásio da EMEF Oscar Ramos Arantes na Vila Iase.
As audiências servem para debater com a sociedade as alterações e como reagir. Caso uma negativa da população, as alterações não acontecem.
Cerca de mil pessoas, a maioria delas ligadas ao MST (Movimento Sem Terra) e outros movimentos de moradias estavam no local. Logo em seguida, o ex-vereador Paulo Félix e líder do MST afirma ter sido agredido durante a confusão e registrou Boletim de Ocorrência no 1º DP de Taboão. Ele também alega que estava com o joelho inchado e teve que ser atendido em um pronto socorro.
O prefeito Fernando Fernandes disse através das redes sociais que atendeu ao pedido do movimento acordado no último encontro, mas que algumas pessoas “foram ao local com intuito de arrumar confusão” e que a GCM agiu “rapidamente” para que nada de mais grave acontecesse. Apesar de toda confusão, a audiência aconteceu e foi registrada disse uma organizadora do evento.

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*