Aprígio quer abrir a Caixa Preta do Metrô para Taboão da Serra

0
652
Linha Amarela do Metrô opera em parceria do governo do Estado com a iniciativa privada. FOTO: Reprodução da Internet

O Deputado Estadual Aprígio (PODE) foi à tribuna do Plenário Juscelino Kubitscheck, na Assembleia Legislativa do Estado, na terça-feira, 14/05, para falar sobre o Metrô em Taboão da Serra. As obras do Metrô linha 4 iniciaram há mais de 20 anos e com a promessa de que iria até Taboão da Serra. O deputado quer informações como membro da Comissão de Infraestrutura da Alesp. “O que tenho dito sempre é que vou buscar informações sobre a vinda do Metrô não só para Taboão, mas para toda essa região que é muito populosa e que precisa muito de melhorias no transporte. Me comprometo defender com rigor melhorias no transporte na região”, disse Aprígio.
Prometido desde 2010, o Metrô em Taboão da Serra segue em projeto no papel. A promessa é antiga, e as primeiras notícias vieram a tona em 2010, quando era previsto que o ramal chegaria à cidade já em 2014. No ano passado, o então candidato, e agora governador João Doria (PSDB), em visita à região, chegou a prometer a obra.
A extensão até Taboão da Serra, também, foi prometida pelo ex-governador Tucano, Geraldo Alckmin, em maio de 2012. Em 29 de julho de 2014, um vídeo foi publicado pela ViaQuatro com os detalhes da extensão até Taboão. O novo trecho iria beneficiar cerca de um milhão de pessoas, a maioria de baixa renda, dando melhor acesso a novos empregos e educação.

Deputado Aprígio (PODE) durante discurso em Plenário. FOTO: Reprodução da Internet

De concreto, projeto básico
Recentemente o Metrô aditivou o prazo da elaboração do projeto básico para julho de 2019, evidenciando que a extensão ainda está nos planos da companhia. Esta fase compreende os elementos que definem a obra. O objetivo é definir com precisão as características básicas do empreendimento e o desempenho almejado na construção para que seja possível estimar o custo e prazo de execução. É uma fase caracterizada por estudos preliminares, anteprojeto, estudos de viabilidade técnica e econômica, além da avaliação do impacto ambiental.
Na sequência será a vez do projeto executivo, onde são detalhados os elementos necessários e suficientes para a execução completa da obra. Mas a decisão final mesmo caberá ao governador. Enquanto isso, quando a estação Vila Sônia for entregue, a ViaQuatro disponibilizará ônibus ligando Taboão ao ponto final da Linha 4.
Aprígio disse que vai acompanhar bem de perto esse projeto. “Ainda estão trabalhando na estação Vila Sônia. Ainda não se sabe ao certo sobre a vinda do Metrô para Taboão da Serra. Tem muita gente cobrando da gente uma posição, não vou permitir que continuem enganando o povo. Se vai fazer. Quando?”, indagou o deputado Aprígio.

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*