Alvará para construções das moradias do projeto Santa Terezinha III é conquistado

0
150

Por Renata Gomes

Movimento de moradia popular aguardou durante toda a tarde e saiu da prefeitura com o Alvará para iniciar as obras do projeto Santa Terezinha III no Jd. Salete
Movimento de moradia popular aguardou durante toda a tarde e saiu da prefeitura com o Alvará para iniciar as obras do projeto Santa Terezinha III no Jd. Salete

No final da tarde desta quarta-feira, 09, os integrantes do Movimento de Moradia das Associações Família Feliz e Bem Viver enfim puderam comemorar a emissão do alvará da prefeitura para iniciar as construções do Projeto Santa Terezinha III que contemplará 500 famílias de Taboão da Serra com renda de 0 a R$ 1.600,00.

A conquista do alvará ocorreu depois do Movimento realizar dois protestos, o primeiro na noite de terça-feira, 08, onde os militantes marcharam da praça Nicola Vivilecchio até a rua da casa do prefeito Fernando Fernandes (PSDB). A reivindicação era porque o documento deveria ter sido entregue na sexta-feira, 04, e, segundo os coordenadores estava com atraso de entrega há 9 meses, e que no mês de janeiro o prefeito teria prometido que o alvará sairia em 30 dias e isto não ocorreu.

A segunda manifestação foi realizada na manhã desta quarta-feira, 09, na sede da prefeitura. O prefeito Fernando Fernandes atendeu uma comissão composta por quatro coordenadores e quatro membros do Movimento. Segundo uma das coordenadoras, Telma Pinho, a reunião começou tensa, com o chefe do executivo reclamando sobre o protesto na rua onde mora.

“Ele ficou bravo porque estivemos na casa dele ontem, disse que não se vai na casa de ninguém, que casa é sagrado e é essa a nossa luta, para conquistar a nossa moradia. Depois de muita discussão ele disse que estavam faltando plantas, mas nossa assessoria técnica trouxe e mostramos para ele. Na quinta-feira foi nos dito que estava tudo redondo, então essa justificativa que ele deu não procede. E outra colocamos que ele errou porque havia nos prometido em janeiro que o documento sairia em 30 dias”, contou ao Jornal Hoje em notícias.

Integrantes do Movimento comemoram com oração a conquista do Alvará
Integrantes do Movimento comemoram com oração a conquista do Alvará
Os coordenadores e alguns associados aguardaram durante toda a tarde de quarta-feira, 09 e saíram da prefeitura com o alvará em mãos. “Comemoramos fazendo uma oração na frente da prefeitura”, contou a coordenadora Lucélia Santos.
Projeto Santa Terezinha III
O projeto de moradia popular Santa Terezinha III atenderá 500 famílias com renda de 0 até R$ 1.600,00 através do Programa Minha Casa Minha Vida. A área total do terreno, que já foi comprada, é de 9.734,51m² e fica localizado no Jardim Salete, na rua Isabel Soraia Mainardes ao lado da EMEI Papa Capim. O prédio terá 20 andares e cada apartamento 60 m² mais área de lazer.

O outro lado
A Prefeitura de Taboão da Serra respondeu ao Jornal Hoje em notícias que a secretaria de Habitação informa que desde a autuação do processo de aprovação, foram realizadas diversas reuniões com a Arquiteta Responsável do Movimento, para esclarecimentos quanto as correções e documentações faltantes para a definitiva aprovação do projeto e emissão do Alvará.

Em reunião realizada na última semana havia ficado acordado entre os técnicos desta prefeitura municipal e movimento que a técnica apresentaria a documentação faltante, bem como, as plantas corrigidas na última sexta dia 04/09/2015 e o corpo técnico desta prefeitura se comprometeu em recebendo toda a documentação faltante (Projetos corrigidos e RRT – Registro de Responsabilidade Técnica da profissional habilitada contratada pelo movimento) emitiríamos no mesmo dia o respectivo alvará, porém foi apresentado na sexta (04/09/2015) apenas 04 folhas de 27 totais e NÃO foi apresentada a RRT, foi então avisado a técnica que não seria possível a emissão naquele dia pela falta de documentação, a mesma se comprometeu em trabalhar durante o final de semana e o feriado para concluir os trabalhos e entregá-los ontem (08/09/2015), o que também não ocorreu. Os restantes dos projetos, bem como a RRT devidamente preenchida e com seu recolhimento só foi entregue hoje após a reunião.

Todos estas ocorrências de não entrega foram comunicadas aos lideres dos movimentos, os quais sabiam desde sexta que enquanto não fossem entregues os documentos faltantes o alvará não seria emitido, sendo esta mesma informação reiterada ontem pela manhã.

Leia também: Fernando Fernandes afronta Movimento de Moradia, dizem manifestantes que protestaram na noite de terça contra atraso de alvará

Movimento de Moradia é atendido pelo prefeito e alvará para 500 moradias no Jd. Salete deve sair hoje

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*