Alunos, pais e professores lotam Câmara de Itapecerica contra Reorganização Escolar

0
227

“A culpa também é da deputada, Analice, que foi convidada para estar aqui, mas ela só vem em época de eleição”, diz professor e vereador Sangue Bom (PDT).

Carlos Antonio, estudante do terceiro ano da E.E. Eurico da Silva Bastos segura cartaz com a frase “Abrem-se presídios e fecham escolas, que coisa não” durante sessão de Itapecerica
Carlos Antonio, estudante do terceiro ano da E.E. Eurico da Silva Bastos segura cartaz com a frase “Abrem-se presídios e fecham escolas, que coisa não” durante sessão de Itapecerica

O tema polêmico sobre a reorganização escolar imposta pelo Governo Estadual foi mais uma vez o assunto que dominou a sessão realizada na terça-feira, 20, na Câmara Municipal de Itapecerica da Serra.

O plenário ficou lotado com a presença de alunos, professores e pais que foram protestar contra a municipalização da E.E. Eurico da Silva Bastos, o fechamento da escola João Baptista e também cobrar para que o curso EJA (Educação de Jovens e Adultos) continue na escola Sofia Maria Januário do Amaral.

Os vereadores da Casa de Leis votaram moções de apelo direcionadas ao secretário estadual de Educação e criticaram o dirigente de ensino de Itapecerica da Serra Reinaldo Inácio Lima. O presidente Alex Pires (PSDB) quebrou o protocolo e autorizou a leitura de um ofício encaminhado pelo dirigente, mas o discurso de todos os vereadores foi contra a reorganização e ainda acrescentaram a expressão “fora dirigente”.

O estudante do terceiro ano do ensino médio da E.E. Eurico da Silva Bastos, Carlos Antonio de 18 anos ficou a sessão inteira segurando um cartaz com a frase “Abrem-se presídios e fecham escolas, que coisa não”. “Eu já vou me formar, mas tem filhos dos meus amigos, meus futuros filhos, sobrinhos e meu desejo seria que eles estudassem no Eurico, que oferece uma boa educação. Todos nós temos voz, por isso estamos aqui na Câmara para dar opinião para os vereadores e lutar para nenhuma escola ser fechada e não ser municipalizado o Eurico”, disse ao jornal Hoje.

Os vereadores que usaram a tribuna parabenizaram as manifestações e empenho do povo contra a reorganização escolar. O vereador Sangue Bom (PDT) cobrou a presença da deputada Analice Fernandes (PSDB) para dar explicações na Câmara. “A culpa também é da deputada, Analice, que foi convidada para estar aqui, mas ela só vem em época de eleição. Ela deveria vir aqui falar o que está acontecendo”, cobrou.

Propaganda

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

*